Páginas

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Agora sim, está na altura.

Não há palavras. Não há palavras que consigam explicar o que estou a sentir agora. Não estava mesmo à espera desse dia. Eu sabia que irias acabar por conhecer alguém, mas não pensava que seria alguém que eu conheço. Nem acredito que conheceste alguém que pode, infelizmente (para mim e felizmente para ti), corresponder ao que tu procuras numa rapariga. Nunca estamos preparados para saber que a pessoa que tu mais querias fazer feliz e não conseguiste, tem nesse momento alguém que lhe faça. E o pior é que eu pensava que já te tinha esquecido, ao ponto de não mexeres comigo como antes, mas esta notícia foi tão inesperada que caiu-me tudo ao chão. É como se eu tivesse voltado à estaca zero. Como se estivesse a sofrer, uma vez mais, tudo o que já tinha sofrido há 6 meses atrás... Pois, 6 meses passaram-se eu juro que estava bem, porque com o tempo eu fui vendo que não havia volta a dar, nem há! Vi que o tempo e paciência ajudavam muito e o facto de não nos vermos ajudou mais ainda... mas essa "novidade" mexeu comigo de uma forma como se tivesse sido ontem que tínhamos estado juntos, que eu tinha visto esse sorriso e esses olhos fixados nos meus, e as tuas mãos entrelaçadas nas minhas. Como sabia e, ainda, sabe bem relembrar esses momentos que, apesar de terem sido breves, foram de longe os melhores momentos que alguma vez já passei na vida. Tu sabes que vais ser sempre o meu ponto fraco, o meu "quase" e apesar de nem termos chegado a ser "algo", tu vais ser sempre o meu FF.

quinta-feira, 23 de março de 2017

Wicked games

The world was on fire and no one could save me but you
It's strange what desire will make foolish people do
I'd never dreamed that I'd meet somebody like you
I'd never dreamed that I'd lose somebody like you
And I don't want to fall in love
No I don't want to fall in love
With you

What a wicked game you played to make me feel this way
what a wicked thing to do to let me dream of you
what a wicked thing to say you never felt this way
what a wicked thing to do to make me dream of you
And I don't want to fall in love
No I don't want to fall in love
With you

https://www.youtube.com/watch?v=Vh5j7zDpy-4 🎶🎶

domingo, 11 de dezembro de 2016

7 months and not even one more day.

No final das contas não adianta reclamar, certas coisas acontecem porque nós deixamos. A verdade é que eu encantei-me com aquilo que eu "acreditava" que eras, com aquilo que tu dizias porque na realidade todas as tuas atitudes, ou a maioria delas, eram uma merda. Davas-me esperanças mas depois quando metíamos as cartas na mesa tu vinhas com as conversas do " ah mas eu nunca te dei esperanças nem disse que queria namorar". Deixei sempre todos por ti, enquanto que tu na última da hora tinhas sempre algo mais importante para fazer e eu acabava por desculpar e esquecer. Fazias ciúmes e eu lá tentava mudar algumas atitudes porque queria que te sentisses seguro (apesar de não teres nenhum motivo para desconfiar de mim) para depois ver que tu fazias igual ou até pior, mas claro que eu não podia discutir contigo sobre o assunto, porque nós não tinhamos nada um com o outro, não estou certa? Pois é. É triste, dizeres-me isso se depois as mensagens, os ciúmes  e a forma que agias comigo quando estávamos juntos demonstravam completamente o contrário. É triste, num dia as coisas estarem tão bem e no dia a seguir parecermos estranhos. As pessoas virem-me perguntar " e então, como estão as coisas com aquela pessoa?" e eu sem saber se digo que não deu ou que nunca mais falámos, porque a verdade é que tu nunca " acabas" nada! Nunca foste homem suficiente para te chegares ao pé de mim e dizeres que o melhor é cada um seguir em frente ou merda assim. Apenas deixas de falar, continuas a fazer a tua vida e eu é que fico sempre plantada à espera que venhas falar de novo. Mas eu cansei de esperar, cansei de cortar conversa com outras pessoas com receio que descubras e penses mal de mim ou até mesmo com a esperança que venhas falar comigo outra vez... Cansei de ter esperanças em relação a nós, em relação a ti. Já perdi muita vez o meu orgulho, o meu amor-próprio ao lutar por pessoas que não mereciam. Já o fiz por ti também, e desculpa-me, mas não o vou fazer mais. Não esqueci uma pessoa que só me fez mal para sofrer por outra igual, não mesmo. Até um dia.
F.